Casos suspeitos do novo coronavírus triplicam em um dia no estado


O número de casos suspeitos do novo coronavírus em Pernambuco triplicou entre essa quinta-feira (12) e esta sexta-feira (13). A quantidade saltou de 12 para 38 investigações. Até o momento, foram confirmados dois casos importados, ou seja, de pacientes não foram infectados no estado e um caso provável – de pessoa que teve contato próximo ou domiciliar com caso confirmado. Outros 33 casos foram descartados, totalizando 74 notificações no estado desde 25 de fevereiro. Neste sábado (14), o governador do estado, Paulo Câmara, reúne-se com secretários e representantes de órgãos estaduais para analisar a realização de eventos de grande porte, como jogos de futebol e shows. A programação para os próximos seis meses será avaliada e pode ser cancelada.

Para o secretário estadual de Saúde, André Longo, o aumento no número de suspeitas se deve à confirmação dos dois casos, que fez com que a população procurasse mais os serviços de saúde. “Cerca de um terço dos novos casos é de contatos dos casos que já estavam como suspeitos. Ampliando esse número, amplia-se ainda mais o raio de contatos que eles tiveram. A nossa recomendação é para que as pessoas fiquem em casa e só procurem os serviços de saúde em caso de necessidade”, afirmou.

O caso classificado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) como “provável” é o da empregada doméstica que trabalha na casa do casal de idosos que viajou para a Itália e que testou positivo para o novo coronavírus. A mulher de 47 anos foi notificada na última quarta-feira e apresentou quadro de febre, tosse e dificuldade de respirar. Ela não precisou ser encaminhada para uma unidade de saúde, recebeu uma equipe da vigilância do Recife para fazer a coleta do material laboratorial e está em isolamento domiciliar.

Em relação à distribuição geográfica dos casos registrados em Pernambuco, a maior quantidade está concentrada no Recife, onde foram feitas 52 notificações, sendo 27 casos em investigação; 22 descartados; um caso provável e dois confirmados. Paulista tem três casos em investigação, Olinda teve dois registros descartados, Vitória de Santo Antão também registrou um descarte. Barreiros, Caruaru, Jaboatão dos Guararapes e Passira foram outras cidades com registros. “A faixa etária com mais notificações é a de 21 a 30 anos, seguida pela de 31 a 40 anos. Temos 12 notificações de maiores de 60 anos, que fazem parte do grupo de maior risco. Entre os notificados, são três crianças”, disse a secretaria-executiva de Vigilância em Saúde de Pernambuco, Luciana Albuquerque
Por: Anamaria Nascimento/Diário de Pernambuco.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial