Fundação Terra sensibiliza contribuinte a doar parte do Imposto de Renda

Depois de ser adiado devido à pandemia do novo coronavírus, o prazo final para acertar as contas com o Leão segue até o dia 30 de junho. Em Pernambuco, a estimativa é de que 835 mil fiquem em dia com a União. De acordo com a Receita Federal, menos da metade dos contribuintes declarou o Imposto de Renda (IR) este ano. Uma delas é administradora Leila Maria Gomes, que além ficar em dia com as obrigações fiscais, fez um gesto nobre ao doar parte do IR para os projetos mantidos pela Fundação Terra.

“Desde que soube dessa possibilidade, sinto uma grande alegria e prazer em poder usar parte do IR para os projetos da Fundação Terra. O IR, que tantas vezes nos desagrada pagar, pode ser usado também em prol de outras pessoas. O que me motiva é que as obras são muito sérias, muito bem estruturadas, cuidadas e administradas”, explica Leila sobre a primeira vez que doou para a instituição por meio dessa modalidade. Outra contribuinte que já está em dia com a Receita é a médica Ângela Torres, que já doa para a Fundação Terra há três anos. “Eu doou porque acho que a Fundação Terra vai fazer uso melhor do dinheiro do que o governo. Acredito no trabalho junto às crianças, que são o futuro do Brasil e precisam ser melhor cuidadas e amadas”, frisa.

No ato da declaração, o contribuinte pode destinar até 3% para o Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FIA) de Arcoverde. Posteriormente, os valores doados serão repassados à organização, oferecendo um futuro mais alentador para meninos, meninas e as famílias em situação de vulnerabilidade social. “Agora e no pós-pandemia, mais do que nunca, vamos precisar ajudar ainda mais as crianças e as famílias mais vulneráveis, que serão certamente as mais afetadas pelas consequências sociais do novo coronavírus”, pontua Chames Balladares, coordenadora de mobilização de recursos da Fundação Terra.

Segundo a Receita Federal, devido ao desconhecimento, em 2019, apenas 4,9% do potencial de R$ 81 milhões foram doados para projetos de instituições sociais em Pernambuco. "Certamente, se as pessoas tivessem conhecimento que parte do que elas pagam para o Leão pode ser destinada para um projeto social sério e que ajuda a centenas de crianças carentes do Sertão de Pernambuco, elas contribuíram. E o melhor de tudo é que não precisa pagar mais impostos e o contribuinte não terá a restituição reduzida”, completa Chames.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial
Blog do Ivonaldo Filho - Todos os Direitos Reservados. Tecnologia do Blogger.