segunda-feira, 11 de maio de 2020

Crescem as chances de impeachment de Bolsonaro


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem ampliado o fosso entre a realidade e seu mundo particular recheado de ironias, piadas, apatias, ódios, preconceitos e malandragens.

Na política concreta, os partidos e entidades da sociedade civil veem aumentar as chances de impeachment –a despeito de Bolsonaro tentar “cooptar” com cargos o Centrão.

Para barrar a abertura de um processo na Câmara, o presidente da República precisa reunir 171 votos, ou um terço da Casa.

Numa conta elástica, hoje, Bolsonaro teria cerca de 159 votos contrários ao impeachment.

Então, vamos aos números das bancadas na Câmara.

Bolsonaro não tem partido, logo ele lidera “zero” parlamentares –embora exista uma bancada que se diz “governista”.

GOVERNISTAS:

PSL – 25 deputados*

CENTRÃO:

PP – 40 deputados
PL – 39 deputados
PSD – 37 deputados
REP – 31 deputados
SD – 12 deputados
PODE – 11 deputados
PTB – 12 deputados
PROS – 10 deputados

SUBTOTAL – 192 DEPUTADOS

Quebra histórica de 30%, ou seja, 58 deputados, logo o governo teria do Centrão 134 votos contrários ao impeachment.

GRUPO RODRIGO MAIA

MDB – 34 deputados
PSDB – 32 deputados
DEM – 28 deputados

SUBTORAL – 94 DEPUTADOS

OPOSIÇÃO

PT – 53 deputados
PSB – 30 deputados
PDT – 28 deputados
PSOL – 10 deputados
PCdoB – 8 deputados
REDE – 1 deputado
PSL – 16 deputados*
SUBTOTAL – 146 DEPUTADOS
(*) PSL tem 41 deputados, mas a bancada está rachada. 

Fonte: Blog do Esmael

Nenhum comentário:

Postar um comentário