domingo, 3 de maio de 2020

Moro reforça acusação contra Bolsonaro, apresenta provas e deixa a PF após 11 horas


Sergio Moro deixou a Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, por volta da 00h30 deste domingo (3) após depoimento no qual reforçou acusação contra Jair Bolsonaro. Segundo o ex-juiz federal, o presidente tentou interferir politicamente em investigações da PF.

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública ficou no edifício por mais de 11 horas. Ele chegou à Superintendência por volta das 13h15 e prestou depoimento das 14h20 até cerca de 22h40, ou seja, por mais oito horas. Contudo, demorou mais de duas horas após o fim da oitiva para deixar as dependências do prédio da PF.

Ao Paraná Portal, uma fonte que participou do depoimento de Moro afirmou que foram apresentadas novas provas que sustentam as acusações contra Bolsonaro. Entre os arquivos disponibilizados, estão mensagens de texto e áudios.

Contudo, as provas ainda não serão divulgadas e agora o inquérito aberto pela PGR (Procuradoria-Geral da República) segue seu curso. Por Ana Cláudia Freire e Vinicius Cordeiro do ParanáPortal

Nenhum comentário:

Postar um comentário