quinta-feira, 14 de maio de 2020

Resistência de estados e municípios frustra anúncio de níveis de isolamento de Teich


A criação de diretrizes para o isolamento social para estados e municípios é considerada uma das principais bandeiras da gestão do ministro da Saúde, Nelson Teich, para a crise do novo coronavírus. Sua divulgação, porém, foi cancelada nesta quarta-feira (13), após novo embate com conselhos que reúnem gestores de estados e municípios.

Em reunião no mesmo dia com o ministro, o grupo afirmou que a medida seria "inoportuna" e defendeu a derrubada da proposta, "especialmente por estarmos, neste momento, em franco crescimento diário do número de casos e de óbitos pela Covid-19", informou em nota o presidente do Conass, conselho que reúne secretários estaduais de saúde, Alberto Beltrame.

 Em nota, o ministério admite que não houve consenso, mas afirma que a discussão será aprofundada. Representantes dos estados e municípios, no entanto, dizem ver pouca chance de que isso ocorra no momento.

"Devido a complexidade de organização de orientações para um país continental, observando as diversas realidades locais e cenários diferenciados em relação ao Covid-19, a discussão entre Ministério da Saúde, Conass e Conasems sobre diretrizes será aprofundada", aponta. 

Desde que assumiu o cargo, Teich vem modulando o discurso sobre o isolamento social. Inicialmente, ele chegou a dizer que o país "não sobrevive um ano parado" e defendeu um "plano de saída" do isolamento. Por: Folhapress

Nenhum comentário:

Postar um comentário