segunda-feira, 1 de junho de 2020

Centrão avança no governo Bolsonaro, apesar de 67% contra no Datafolha


Não adiantou o Datafolha apontar que 67% dos brasileiros serem contrários à aproximação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) com o Centrão, grupo fisiologista no Congresso Nacional que barganha apoio por cargos e recursos públicos.

Nesta segunda-feira (1º), o “Diário Oficial da União” trouxe a nomeação de Marcelo Lopes da Ponte para a presidência do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Ele é chefe de gabinete do senador Ciro Nogueira (PP-PI), um dos líderes do Centrão.

O orçamento do FNDE para 2020 é de R$ 54 bilhões. O órgão responsável pela execução da maioria das ações e programas da Educação Básica do nosso País, como a alimentação e o transport escolar, além de atuar também na Educação Profissional e Tecnológica e no Ensino Superior.

Com o objetivo de barrar os pedidos de impeachment no Congresso, Bolsonaro começou a distribuir cargos e verbas para o grupo fisiologista. O presidente Jair Bolsonaro também vai entregar o comando do Banco do Nordeste (BNB) para um nome indicado pelo Partido Liberal (PL), sigla liderada pelo ex-deputado Valdemar Costa Neto, condenado no mensalão.

Os partidos que compõem o Centrão ainda almejam, por exemplo, os comandos do Porto de Santos, da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e até do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

No começo de maio, o Centrão já tinha abocanhado o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), que igualmente passou para a esfera política de Ciro Nogueira, do PP, que indicou para o cargo Fernando Marcondes de Araujo Leão.

O que é o Centrão?

É um bloco informal na Câmara que reúne partidos de centro e centro-direita, que, dependendo da matéria, se articulam para votar da mesma maneira sobre determinado projeto.


Entre esses partidos, estão PP (40 deputados), PL (39), Republicanos (31), Solidariedade (14) e PTB (12). O PSD (36), o MDB (34) e o DEM (28) também costumam estar alinhados com o grupo, assim como partidos menores, incluindo PROS (10), PSC (9), Avante (7) e Patriota (6). As informações é do Blog do Esmael.

Nenhum comentário:

Postar um comentário