terça-feira, 30 de junho de 2020

Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos de Solidão continua realizando suas atividades remotamente.

Em tempos de isolamento social provocado pela pandemia da Covid-19, o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) da Secretaria de Assistência Social segue promovendo atividades com os usuários por telefone e whatsapp. Estamos nos reinventando a cada dia para manter o atendimento aos usuários com qualidade.  

Nossos Orientadores Sociais estão utilizando os meios mais simples e acessíveis possíveis para manter contato com nossos usuários. O atendimento tem sido online, por meio de grupos de whatsApp, principalmente. No entanto, para quem não tem acesso à internet, o contato é feito por ligação telefônica, em cuja oportunidade as orientadoras conversam e orientam, em especial, os idosos - explicou a coordenadora do SCFV.

De acordo com a coordenadora do SCFV, Nayara Vicente, a equipe planeja as atividades semanalmente e os orientadores sociais repassam nos grupos de whatsapp, atividades impressas criadas para esta finalidade.  Crianças, adolescentes, adultos e idosos interagem nas atividades propostas, que seguem a metodologia de percursos adaptada ao cotidiano e materiais disponíveis em casa.

“O retorno das famílias tem sido muito positivo. Brincadeiras e jogos simples, atividades físicas, atividades psicomotoras, leitura de livros, desenhos, musicalização, confecção de brinquedos com material reciclável, são exemplos de atividades ministradas on-line pelos nossos orientadores. Além disso, estamos aproveitando o contato nos grupos para repassar informações a respeito de benefícios sociais, campanha de vacinação, orientações de prevenção ao corona vírus, reflexões motivacionais, dentre outras informações”, informou a coordenadora, deixando a hastag do grupo: #fiqueemcasascfv ; #fiquembem. 

O projeto segue um cronograma semanal de atividades a serem feitas em família. “Já trabalhamos os temas família e comunidade. As tarefas são de simples execução e estimulamos o diálogo, a partir da descoberta dos gostosos, preferências, personalidades, fatos da infância, etc. Outro exemplo são as brincadeiras do tipo amarelinhas, jogo dos sete erros e pula corda. A proposta é estimular e reconhecer seus potenciais e coisas que precisam melhorar, além de promover o diálogo familiar através do brincar”, destacou Nayara.

As famílias gravam vídeos, áudios e fazem fotos dos usuários executando as atividades. Para os idosos que moram sozinhos, as orientadoras encaminham vídeos com exercícios físicos e respiratórios selecionados por um professor de educação física.

O SCFV é um serviço da Proteção Social Básica do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), ofertado de forma complementar ao trabalho social com famílias, realizado por meio do Serviço de Proteção e Atendimento Integral às Famílias (PAIF) e do Serviço de Proteção e Atendimento Especializado às Famílias e Indivíduos (PAEFI).

Visa fortalecer os laços familiares e comunitários, além de promover a integração e a troca de experiências entre os participantes, valorizando o sentido de vida coletiva. Possui um caráter preventivo, pautado na defesa e afirmação de direitos e no desenvolvimento de capacidades dos usuários. Desenvolve atividades em grupos, artísticas, culturais, de lazer e esportivas, dentre outras, de acordo com a idade dos usuários. No entanto, nesse período de isolamento social, as atividades coletivas estão suspensas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário