segunda-feira, 27 de julho de 2020

Bolsonaro é denunciado em Haia por genocídio e crime contra humanidade


Uma coalizão coordenada pela liderança da Rede Sindical UniSaúde entregou uma representação criminal contra o presidente Jair Bolsonaro neste domingo (26.jul.2020). O pedido apresentado ao TPI (Tribunal Penal Internacional) aponta “falhas graves e mortais na condução da pandemia de covid-19”.

O documento é endereçado à procuradora-chefe da Corte, Fatou Bensouda. De acordo com o jornal El País, mais de 60 grupos assinaram a ação. O pedido ainda precisa ser analisado e aceito.

Os profissionais afirmam que o presidente não segue as recomendações do Ministério da Saúde e que age de forma irresponsável ao incentivar o uso de cloroquina para tratar a covid-19.

O TPI fica em Haia, nos Países Baixos. Julga violações de direitos humanos, genocídio, crimes contra a humanidade e crimes de guerra.

Há outras 4 ações contra Bolsonaro na Corte. Três delas também são referentes à pandemia. A última acusa o presidente de “crimes contra a humanidade e atos que levam ao genocídio de comunidades indígenas e tradicionais”.

O país é o 2º com mais casos e mortes pelo novo coronavírus. Já são 2,4 milhões de infectados e 84.000 vítimas, de acordo com o último balanço oficial.

Apenas os Estados Unidos têm números mais elevados, com 4,8 milhões de casos e 149,8 mil mortes. (Poder360)

Nenhum comentário:

Postar um comentário