quinta-feira, 23 de julho de 2020

PF investiga suposto ataque hacker a presidente da Caixa


A PF (Polícia Federal) abriu inquérito para investigar o suposto ataque hacker contra Pedro Guimarães, presidente da Caixa. Ele disse que teve o celular invadido e dados pessoais seus e de contatos vazados. A informação é da Folha de S. Paulo.

Guimarães disse no último domingo (19.jul.2020) que a ação foi retaliação pelas medidas adotadas pelo banco para combater as fraudes no pagamento do auxílio emergencial. Ele disse ainda que teve conhecimento de diversas ameaças contra sua família.

A Caixa teve 1 prejuízo estimado em mais de R$ 60 milhões por conta de fraudes no auxílio emergencial. Falhas no aplicativo Caixa Tem permitiram que criminosos conseguissem acessar contas de beneficiários e usar o dinheiro.

Na altura, a Caixa respondeu que atuava “com inteligência, prevenção e combate a fraudes e adota as melhores práticas e ferramentas de mercado para proteção de suas aplicações de forma a proteger seus clientes e beneficiários“.

Nenhum comentário:

Postar um comentário