sábado, 5 de setembro de 2020

Bolsonaro pede 'patriotismo' de redes de supermercado para evitar alta da cesta básica

Um dia após os supermercados alertarem sobre uma alta de 20% no preço dos alimentos que compõem a cesta básica e cobrarem o governo para uma solução, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pediu "patriotismo" para que eles evitem o repasse para o consumidor.

Bolsonaro negou que irá dar "canetadas" para segurar os preços.

Nesta sexta-feira (4), em conversa com um grupo de apoiadores em Eldorado, interior de São Paulo, o presidente disse que está dialogando com intermediários e com representantes de grandes redes de supermercados para tentar evitar uma alta maior nos produtos.

Alimentos como leite, arroz, feijão e óleo de soja chegam a acumular altas superiores a 20% no acumulado dos últimos 12 meses, segundo associações do setor.

Essa alta tem sido uma queixa constante nas redes sociais do presidente, especialmente relacionadas à decisão do governo de reduzir para R$ 300 o auxílio emergencial que será pago até dezembro. As informações é da Folhapress.

Nenhum comentário:

Postar um comentário