quinta-feira, 5 de novembro de 2020

Alarme do Planalto toca depois de Guedes dizer que Bolsonaro confia nele

Sirenes normalmente são avisos de perigo. E algumas delas tocaram depois de o ministro Paulo Guedes (Economia) dizer que Jair Bolsonaro confia nele. A cena inusitada ocorreu nesta 4ª feira (4.nov.2020) no Palácio do Planalto, em Brasília.

Guedes discursava durante cerimônia que comemorava as 100 milhões de poupanças digitais criadas pela Caixa em 2020.

“O Brasil é o 4º maior mercado digital do mundo. O presidente foi 1 fenômeno eleitoral na 3ª maior democracia digital do mundo. E essa equipe –e eu agradeço a confiança do presidente em mim [alarmes do Planalto começam a tocar por alguns segundos]. Essa equipe tem competência e coração. É eficiência e fraternidades. É um grupo que tem princípios.”

Guedes tem sido desprestigiado no governo. Muitas propostas encampadas pela equipe econômica, como a desindexação das aposentadorias para financiar o Renda Cidadã, tem sido vetadas pelo próprio presidente.

Para alguns analistas do mercado financeiro, Guedes está sendo engolido pela máquina da política. O mais recente desgaste foi a derrubada do veto da desoneração da folha de pagamento – defendida pelo ministro. O custo aos cofres públicos: R$ 10 bilhões por ano.

O Banco Central admite que o risco fiscal é elevado. O mercado financeiro, que estava comemorado a volta da bolsa acima dos 100 mil pontos, vê o índice voltando aos 94 mil. O dólar atingiu R$ 5,61 nesta 4ª feira. (Por Douglas Rodrigues do Poder360)

Nenhum comentário:

Postar um comentário