quinta-feira, 5 de novembro de 2020

Cantor que sofreu acidente no interior do AC tem morte cerebral confirmada e pai quer doar órgãos

O cantor e radialista Giovanni Accioly, de 33 anos, teve a morte cerebral confirmada na noite desta quarta-feira (4) na UTI do pronto-socorro de Rio Branco, onde permanecia em coma após ter sido transferido de Tarauacá para a capital. A informação da morte foi confirmada pelo pai de Giovani, Raimundo Accioly.

Giovanni teve traumatismo craniano e estava em estado grave no pronto-socorro de Rio Branco depois de bater o carro que dirigia contra uma carreta estacionada em frente ao antigo hospital da cidade de Tarauacá, no interior do Acre, no último domingo (1). Ele só foi transferido para a capital em uma UTI no ar na segunda-feira (2).

O pai informou aos amigos da morte do filho pela redes sociais. "Equipe médica acaba de nos informar sobre a confirmação da morte encefálica do nosso Giovanni Accioly. Neste momento, ele chegou ao céu onde encontrou sua mãe esperando junto com Deus. O céu neste instante está em festa com uma contagiante alegria do meu GG", lamentou.


Ao G1, Accioly disse que pediu que o hospital mantenha os aparelhos ligados para preservar os órgãos do cantor que devem ser doados. "Amanhã [quinta, 5] vamos conversar com a família pra ver a questão da doação, qual o procedimento e também preparar toda a logística para levarmos ele para Tarauacá e fazermos uma grande despedida na nossa cidade", disse emocionado.

Nas redes sociais, muitos amigos lamentaram a morte de Giovanni e relembraram uma das últimas postagens feita por ele há seis dias: "Mantenha a fé na crença se a ciência não curar, pois se não tem remédio, então remediado está. Já é um vencedor quem sabe a dor de uma derrota enfrentar. E a quem Deus prometeu nunca faltou, na hora certa o bom Deus dará", escreveu fazendo referência à música Clareou, interpretada pelo sambista Diogo Nogueira. (G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário