sábado, 2 de janeiro de 2021

Em discurso de posse, João Campos cita Papa Francisco, Dom Helder, Arraes e Eduardo Campos

Não faltaram referências a lideranças políticas no discurso de posse do prefeito eleito do Recife, João Campos (PSB), nesta sexta-feira (1), na Câmara Municipal do Recife. De seu avô e seu pai, os ex-governadores Miguel Arraes e Eduardo Campos, respectivamente, ao Papa Francisco e o arcebispo e ativista dos direitos humanos Dom Helder Câmara, ele destacou nomes que o inlfluenciaram na política. Após a posse na Câmara, o prefeito foi acompanhado por uma comissão suprapartidária de parlamentares para a sede da Prefeitura do Recife, onde participou da transmissão do cargo pelo prefeito Geraldo Julio (PSB).

Em seu discurso, depois de saudar os vereadores eleitos, o ex-prefeito Geraldo Julio e o governador Paulo Câmara, seus colegas de partido e aliados políticos, João Campos enalteceu o espírito dos recifenses. "Somos um povo que sabe abrir caminhos. Que fez isso ao longo de toda a sua história, sempre à frente do seu tempo, com o suor e o sangue de guerreiros libertários, com a paixão de humanistas e a bravura de homens e mulheres que tiveram a audácia de sonhar e fazer acontecer. A coragem de acreditar. Esse é o Recife que não só elegeu o mais jovem prefeito da sua história, como também o prefeito mais jovem da história das capitais", destacou. 

"Em uma mensagem dirigida aos jovens, o Papa Francisco disse: “ser jovem não é sinônimo de sala de espera, não sejam o futuro, mas o presente de Deus, sejam o agora de Deus”. Tenhamos, todos nós, esse compromisso. Porque o futuro que sonhamos começa hoje e está nas mãos daqueles que têm humildade para ouvir e aprender com a experiência, o legado e a sabedoria dos que nos antecederam, e se colocam à disposição do muito que ainda há por realizar. E o mundo pede isso: compromisso, ação, fé e união", prosseguiu. (Folha de Pernambuco)

Nenhum comentário:

Postar um comentário