Década pode ser a mais quente da história, diz serviço meteorológico britânico


Se você tem a sensação de que, a cada ano, tem mais calor, não é engano. De acordo com previsão do Met Office, serviço meteorológico do governo britânico, o planeta está passando pela década mais quente já registrada. Segundo a BBC News, os anos entre 2014 e 2023 serão os mais quentes em 150 anos. Esse patamar é visto como um limite crítico para o aquecimento global. A informação é do Viral.

Ainda de acordo com o estudo, o ano de 2015 foi o primeiro a registrar temperatura média global da superfície da Terra 1ºC acima dos níveis entre os anos de 1850 e 1900, conhecidos como pré-revolução industrial. Desde então, a temperatura média global ficou próxima ou ligeiramente acima desta marca de 1°C a mais. O Met Office afirma que esta tendência deve se manter ou até se fortalecer nos próximos cinco anos.

O serviço meteorológico britânico afirma ter confiança de 90% nas previsões para os próximos anos. De 2019 a 2023, as temperaturas irão variar de 1,03ºC a 1,57ºC acima do nível de 1850-1900, com aumento do aquecimento em grande parte do globo, especialmente em áreas como o Ártico.

Temperatura mais alta

Cientistas do governo americano anunciaram que a temperatura média da Terra em 2018 foi a quarta mais elevada registrada até hoje. Nessa quarta-feira (6), foi divulgado um relatório sobre temperaturas em todo o mundo no ano passado. O documento foi elaborado pela Nasa, agência espacial norte-americana, com a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional.

O documento mostra que a temperatura média global foi de 14,69 graus centígrados, ou 0,79 grau acima da média do século 20 – a maior quarta maior alta desde 1880, o primeiro ano em que esses dados foram disponibilizados.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial