Efeito Bolsonaro: PIB menor, mais cortes e nenhum concurso em 2020


A proposta de orçamento da União para 2020, divulgada nesta sexta-feira (30), traz uma previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,17%, menor que a estimativa anterior, de 2,74%. E indica também que o próximo ano também será de arrocho nos gastos do governo.

Na proposta, as despesas obrigatórias representam 96% do total do orçamento. Com isso, é pequena a margem de manobra do governo para fazer investimentos.

Segundo números da área econômica, apresentados na proposta de orçamento, a previsão para as despesas não obrigatórias é de R$ 89,161 bilhões no próximo ano. A receita total prevista no orçamento é de R$ 1,644 trilhão.

O Orçamento 2020 não prevê a realização de nenhum concurso público nem aumento de salário, com exceção dos militares das Forças Armadas, que terão aumento nos vencimentos se a proposta de um programa de reestruturação da carreira for aprovado no Congresso.

“Dado o espaço fiscal que temos, a proposta não contempla nenhum concurso. Reajustes, somente aqueles previstos e, de forma coerente com o PLDO 2020, o dos militares”, disse o secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues. Com informações da Agência Brasil e G1

Comentários

Anterior Proxima Página inicial