Mutirão baterá de porta em porta para conversar sobre a prisão política de Lula


No próximo final de semana, 31 e 1º de setembro, será realizado o 4º Mutirão Lula Livre em todo País. A ação tem como objetivo a coleta de assinaturas no abaixo-assinado que pede a anulação dos julgamentos do ex-presidente Lula (PT).

Segundo os organizadores, o mutirão também diálogará com a toda a sociedade sobre a inocência de Lula e os motivos de sua prisão política.

Rosane Silva, secretaria do Comitê Lula Livre, avalia que esse é o momento ideal para bater de porta em porta para conversar com as pessoas sobre o cenário político que faz com que o ex-presidente seja feito como refém.

“Com a centralidade no abaixo assinado, o mutirão é o momento de dialogar com o povo bater de porta em porta, conversar com as pessoas sobre o sentido político da prisão de Lula e a necessidade da sua liberdade, pois a liberdade dele significa um país com dignidade, com direitos pro povo trabalhador, com soberania e direitos democráticos”.

Renato Simões, também membro do Comitê Lula Livre ressalta que, independente da ação, o foco deverá ser a coleta de assinaturas para o abaixo-assinado para anular os julgamentos de Lula.

“Podem ser realizadas diversas atividades, mas o foco precisa ser alavancar de forma decisiva a coleta de assinaturas”, aponta Simões. Com informações do Comitê Lula Livre.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial