Na reedição da final da Copa de 1994, Itália vence o Brasil em jogo de seleções de masters no PV

Romário ao centro

O estádio Presidente Vargas lotado, festa nas arquibancadas, ídolos em campo, nostalgia e reedição de um jogo histórico. Esses foram os ingredientes que marcaram o reencontro dos personagens da final da Copa do Mundo de 1994 no duelo de masters entre Brasil e Itália. Diferente de 26 anos atrás, o resultado teve um sabor amargo para os brasileiros, que perderam por 1 a 0, em jogo disputado na noite desta quinta-feira, 9, em Fortaleza.

Por ironia do destino, o gol que selou a vitória dos italianos foi marcado por Massaro, que, na final do Mundial de 1994, viveu o drama de ver sua cobrança de pênalti defendida por Taffarel, decisiva para a vitória brasileira nas penalidades, pelo placar de 3 a 2. Oportunista, Massaro apareceu na área, aos 44 minutos do 2º tempo, para completar para as redes e “fazer as pazes” com o passado. O ex-jogador celebrou bastante o tento marcado e, ao fim do jogo, era um dos mais empolgados no lado da Azurra.

O jogo em Fortaleza marcou a retomada da seleção lendas do Brasil – montada pela CBF - que deverá se reunir em outras oportunidades ao longo do ano, em outras cidades brasileiras.

FICHA TÉCNICA

Brasil 0x1 Itália
Data: 09/01/2020
Local: estádio Presidente Vargas, em Fortaleza
Árbitra: Edna Alves Batista
Auxiliares: Neusa Inês Back e Leila Naiara Moreira
Cartões amarelos: Panucci (I)
Renda: R$ 226.261
Público total: 18.726
Gols: Massaro, aos 44 do 2º tempo

Brasil (4-4-2): Taffarel (Gilmar); Jorginho, Aldair, Marcio Santos (Palinha) e Cafu; Mauro Silva (Ronaldão), Mazinho (Mauro Galvão), Zinho (Viola) e Paulo Sérgio (Careca); Bebeto e Romário. Técnico: Carlos Alberto Parreira

Itália (4-4-2): Rossi (Braglia); Mussi (Benarrivo), Costacurta, Baresi (Apoloni) e Panucci; Eranio, Albertini, Evani (Berti) e Zola; Massaro (Schilacci) e Casiraghi (Albertini). Técnico: Arrigo Sacchi

O Povo.com

Comentários

Anterior Proxima Página inicial