Governo promove ciclo de formação sobre violências contra crianças e adolescentes no Carnaval


Com as proximidades do período carnavalesco, as equipes da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), iniciam o ciclo de formação de profissionais municipais para a atuação na prevenção e enfrentamento de violências contra crianças e adolescentes durante a folia de Momo. Nazaré da Mata foi a primeira cidade a receber a oficina vivencial, que aconteceu na última quarta-feira (05), no Sindicato dos Trabalhadores Rurais. No próximo dia 13, será a vez de Bezerros receber a capacitação, que também vai reunir profissionais dos municípios de Arcoverde, Buíque, Catende, Garanhuns, Lagoa dos Gatos, Pesqueira e Triunfo.

O secretário estadual da SDSCJ, Sileno Guedes, explica que a formação faz parte das ações do programa estadual Atenção Redobrada, que age em eventos de médio e grande porte desenvolvendo ações contra o trabalho infantil, à exploração sexual, o consumo de substâncias psicoativas e a venda de bebidas alcoólicas, situação de rua e outras violações de direitos a crianças e adolescentes. “Neste primeiro momento, foram escolhidos os municípios que são pólos carnavalescos e que atraem um número grande de foliões para que possamos desenvolver um encontro com os profissionais locais que trabalham na área e orientá-los sobre como atuar na defesa dos direitos desse público e como identificar as violações”, explica o gestor. 

As oficinas vivenciais são ministradas pelo gerente estadual de Políticas para a Criança, Macdouglas de Oliveira. Durante os encontros, ele destaca a importância do profissional compreender a vivência das vítimas e de consolidar a rede de proteção. “Para que a gente construa política pública para a criança, a gente constrói pelo nosso olhar, pelo o que eu entendo que a criança necessita. Mas precisamos também entender a fala da criança. Além disso, devemos pensar sobre a nossa rede de proteção, que tem que ser segura para não deixar de garantir os direitos. Os profissionais precisam se olhar, se reconhecer, trabalhar em conjunto. Se isso não acontece, aquela criança, aquela família estará sempre em vulnerabilidade social e sempre voltando ao serviço socioassistencial”, pontua o gerente. 

Após a formação, as equipes estaduais distribuíram entre os profissionais o material informativo que deverá ser entregue durante o período festivo nas cidades. Além da capacitação, a SDSCJ vai promover entre os dias 17 e 20 de fevereiro um trabalho de sensibilização sobre as violações e a importância da denúncia na rede hoteleira, no comércio formal e informal, com barraqueiros e taxistas no Forte Orange, em Itamaracá, no Centro de Jaboatão dos Guararapes, na Cidade Alta, em Olinda, e no Terminal Integrado de Passageiros, no Recife.

Comentários

Anterior Proxima Página inicial