Sileno Guedes reclama de cortes no Bolsa Família pelo Governo Federal


Não bastasse o número pífio e questionável sobre a nova inserção de beneficiários do Programa Bolsa Família por parte do Governo Federal em 2020, surge um novo dado que impressiona ainda mais: em meio a uma crise na saúde brasileira, que já interfere no dia a dia de atividades das pessoas e, consequentemente, vai gerar reflexos na economia do País, o Governo Federal retira 158 mil famílias do maior programa social da história do Brasil, sendo 61% dessas famílias residentes no Nordeste. Ou seja, 96.861 famílias nordestinas não recebem mais o benefício neste mês de março. São R$ 10,6 milhões a menos em circulação na região desde fevereiro.

Em Pernambuco, a redução chegou a 14% do total de corte, o que significa a saída de 21.970 famílias. Mais uma vez nossa região volta a ser alvo desse governo que não se preocupa com os mais pobres e minimiza a situação que uma parcela considerável da população nordestina vive. A dinâmica do programa prevê a saída das famílias por conta da mudança da realidade financeira. Isso sempre existiu. O problema é a falta de concessão que está acontecendo desde maio do ano passado para pessoas com perfil.

Dos 100 mil benefícios concedidos em janeiro, somente 3% foi direcionado para o Nordeste, justamente a região que concentra o maior número de beneficiários. Este governo age com irresponsabilidade, descompromisso e indiferença com os mais vulneráveis.

Enquanto temos, no Estado, 192 mil famílias na fila de espera, que são pessoas em pobreza ou extrema pobreza, o Governo Federal continua fazendo cortes, sem a inserção de novos novos beneficiários. É preciso dar apoio aos mais vulneráveis. É preciso descer do palanque e, enfim, governar para todos os brasileiros. (Blog da Folha)

Sileno Guedes
Secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude


Comentários

Anterior Proxima Página inicial
Blog do Ivonaldo Filho - Todos os Direitos Reservados. Tecnologia do Blogger.