Nova lei do saneamento vai mexer com ações na Bolsa; veja quais devem subir

O Brasil tem uma nova lei para o saneamento, aprovada com o objetivo de universalizar o acesso a água e coleta de esgoto. Com ela, a expectativa de governantes e empresários é que bilhões de reais em investimentos sejam destravados nos próximos anos. Isso deve criar oportunidades de negócios para várias empresas, inclusive para algumas com ações na Bolsa brasileira.

Especialistas já começaram a listar as ações com maior potencial de valorização. Mas cabe alertar que muita água vai rolar antes de os projetos saírem do papel. A lei ainda precisa ser sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro. Depois, prefeituras e governos estaduais terão que iniciar os processos de concessão para atrair investimentos.

No médio prazo, companhias de aço e energia

"Os projetos de saneamento vão exigir mais infraestrutura, por causa das obras, favorecendo os setores de aço e cimento, por exemplo", disse Sandri. O setor elétrico também deve ser beneficiado em uma segunda onda. "Os projetos são grandes consumidores de energia, principalmente por causa das estações elevatórias", afirmou.

Gerdau: Gigante do setor de aços longos, deve receber mais encomendas e aumentar vendas no momento em que os projetos começarem a sair do papel.

Cesp: A Companhia Energética de São Paulo atua na geração de energia elétrica por meio de três usinas hidrelétricas. Pode se beneficiar da maior demanda por energia com o crescimento da Sabesp.

AES Tietê: Tem um parque gerador com 12 hidrelétricas nas regiões central e noroeste do estado de São Paulo, que poderão vender mais eletricidade para atender as novas estações de tratamento de água e esgoto.

Ômega Energia: Menos conhecida e de menor porte, atua em seis estados na geração de energia, com usinas hidrelétricas e parques eólicos. Também terá espaço para atender mais clientes de saneamento. Por João José Oliveira do UOL, em São Paulo

Comentários

Anterior Proxima Página inicial
Blog do Ivonaldo Filho - Todos os Direitos Reservados. Tecnologia do Blogger.