domingo, 22 de março de 2020

Colômbia confirma 1ª morte por coronavírus; vítima era motorista de táxi


Do UOL, em São Paulo*

O Ministério da Saúde da Colômbia confirmou na noite de ontem a primeira morte pelo novo coronavírus no país. A vítima é um homem de 58 anos que trabalhava como motorista de táxi.

Segundo comunicado do ministério, o taxista, que atuava na cidade turística de Cartagena das Índias, transportou turistas italianos no dia 4 de março.

Dois dias depois da corrida, o motorista apresentou os primeiros sintomas da covid-19. Ainda segundo o ministério, o taxista tinha hipertensão e diabetes.

O taxista foi tratado pela primeira vez no dia 13 de março, mas morreu três dias depois. Segundo o ministério, dois testes para o coronavírus deram negativo, mas um deles foi feito de maneira incorreta.

A irmã do motorista, um médico que cuidou dele e um de seus passageiros de táxi também testaram positivo para o novo coronavírus.
"Apesar dos resultados do laboratório, é conclusivo atribuir a morte ao novo vírus", informa o comunicado do Ministério da Saúde da Colômbia.

Até o momento, o país registrou 210 casos do novo coronavírus. Para conter a propagação do vírus, a Colômbia entrará em quarentena a partir da próxima terça-feira.

"No desenvolvimento do estado de emergência, aplicaremos isolamento preventivo obrigatório a todos os colombianos a partir da próxima terça-feira, 24 de março, às 23h59, até segunda-feira, 13 de abril, à 0h", disse o presidente Ivan Duque em discurso para a nação na última sexta-feira.

(*com Reuters e AFP)

Nenhum comentário:

Postar um comentário