quinta-feira, 21 de maio de 2020

Reprovação a Bolsonaro atinge taxa recorde de 50%, mostra pesquisa da XP



Pesquisa Ipespe feita por encomenda da XP Investimentos mostra que a avaliação negativa do governo atingiu o marco recorde de metade da população. Para exatos 50% dos brasileiros, a gestão do presidente Jair Bolsonaro é ruim ou péssima.

A taxa representa uma variação positiva de um ponto em relação ao levantamento anterior, em 30 de abril, e de 11 pontos em relação ao patamar de janeiro (39%).

Na contramão dessa tendência, a aprovação a Bolsonaro cai. Começou com 40% de ótimo ou bom em janeiro de 2019, primeiro mês de mantado. Caiu para 32% um ano depois. E continua em declínio.

Na pesquisa atual, a taxa aprovação apurada foi de 25%, dois pontos a menos que o observado em 20 de abril.

O mesmo levantamento apurou que um número crescente de brasileiros atribui a Bolsonaro a responsabilidade pela situação econômica atual. Hoje, 23% dizem que o presidente é o maior responsável pela crise, a maior taxa desde o início do mandato. Para 25%, a maior parcela da responsabilidade cabe ao governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 12% citam Dilma Rousseff, 9% citam Michel Temer. Outros 14 atribuem à fatores externos.

Os brasileiros parecem ainda descrentes em relação à política econômica do atual governo.

Para 57%, a economia está no caminho errado (recorde na série desde o início do mandato); 28% entendem que está no caminho certo.

O Ipespe fez 1.000 entrevistas telefônicas com operadores entre os dias 16 e 18 de maio. A margem de erro é de 3,2 pontos.

(Conteúdo publicado originalmente no Valor PRO, serviço de notícias em tempo real do Valor)

Nenhum comentário:

Postar um comentário