quinta-feira, 23 de julho de 2020

Com 67,8 mil casos, Brasil bate recorde de casos registrados nas últimas 24h


Nesta quarta-feira (22), o Brasil registrou um novo recorde de número de casos da Covid-19: em 24 horas, o país teve 67.860 novos infectados, totalizando 2.227.514. O último recorde era de 54.771 casos, registrados no dia 19 de junho.  Hoje o mundo alcançou a marca de 15 milhões de casos, segundo a Universidade Johns Hopkins.

A pasta afirma ainda que o número de óbitos do novo coronavírus (Sars-CoV-2) é de 82.771, sendo que 1.284 foram registrados nas últimas 24 horas, sendo 272 nos últimos três dias. A taxa de letalidade caiu para 3,7%.

A contagem de casos realizada pelas Secretarias Estaduais de Saúde inclui pessoas sintomáticas ou assintomáticas; ou seja, neste último caso são pessoas que foram ou estão infectadas, mas não apresentaram sintomas da doença.

Na última terça-feira (21), o país registrou  1.367 novas mortes e 41.008 casos em 24 horas. O total era de 81.487 óbitos e 2.159.654 infectados pela Covid-19.

O ranking de número de mortes segue liderado pelo estado de São Paulo, que tem 20.532 óbitos causados pela Covid-19.  O estado corresponde a 25% dos mortos em todo país.

O Rio de Janeiro continua em segundo lugar, com 12.443 mortes, seguido por Ceará (7.317), Pernambuco (6.152) e Pará (5.581).

Os estados que registram maior número de casos são: São Paulo (439.446), Ceará (153.108), Rio de Janeiro (148.623), Pará (142.358) e Bahia (133.245).

Ainda segundo os números divulgados, o país tem hoje 1.532.138 pessoas recuperadas da Covid-19, 612.605 em acompanhamento e 3.795 óbitos sob investigação.

Levantamento independente

Segundo apuração realizada por veículos de comunicação junto das Secretarias Estaduais de Saúde, o número de óbitos registrados em 24 horas é de 1.293. O total seria de 82.890.

O número de casos, ainda segundo este levantamento, seria de 2.231.871, sendo que 65.339 foram registrados nas últimas 24 horas.

O levantamento foi feito por veículos de comunicação em parceria inédita. Participaram da apuração O Globo, Portal G1, Uol, Extra, Folha de S.Paulo e O Estado de S.Paulo.

*Informações IG

Nenhum comentário:

Postar um comentário