terça-feira, 14 de julho de 2020

Movimentos sociais protocolam pedido de impeachment contra Bolsonaro

Aproximadamente 150 pessoas protocolaram, nesta quarta-feira (14/7), um pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Já são ao menos 45 pedidos de impeachment protocolados contra o presidente do Brasil. 

O pedido é organizado por 40 entidades sindicais e associações, como a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a União Nacional dos Estudantes (UNE) e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Mais cedo, o grupo instalou cruzes no gramado da Esplanada dos Ministérios em memória às quase 70 mil vítimas do novo coronavírus no Brasil. O ato acontece nesta terça-feira (14/7) e é um protesto contra a política de enfrentamento da pandemia pelo governo Jair Bolsonaro.

“Bolsonaro trata a pandemia com descaso e até zomba das mortes, dizendo que não é coveiro, e para piorar, o Brasil, que ainda não tem um ministro da Saúde há mais de dois meses, é considerado o pior gestor da crise sanitária do mundo”, disse o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Sérgio Nobre.

O documento também foi assinado pelo cantor Chico Buarque, a jurista Deborah Duprat, o ex-jogador de futebol Walter Casagrande, o economista Bresser-Pereira, o humorista Gregorio Duvivier, entre outros. Por Hellen Leite/Correio Braziliense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário