sexta-feira, 14 de agosto de 2020

Brasil registra mais 1.060 mortes por Covid-19 e 50 mil novos casos

Não há mais estados que tenham perdido menos de 500 pessoas para a Covid-19. No país continental, 106.523 brasileiros morreram na luta contra a doença, sendo que, nesta sexta-feira (14), o Ministério da Saúde confirmou mais 1.060 vítimas. São 3.275.520 infectados pelo novo coronavírus, um acréscimo de mais 50.644 no balanço diário.

Apesar das tendências de estabilização e queda em número de mortes e casos, a semana epidemiológica 33 deve ser encerrada em patamares semelhantes ou até mesmo superiores ao da semana anterior. Até o momento, o acumulado é de 263.108 novas infecções e 6.046 mortes. O acréscimo de mais 41.427 casos e 868 óbitos ultrapassa os números anteriores. Com média de 43,8 mil confirmações e mil mortes, a previsão é que haja um aumento sutil.

A curva de casos e mortes da doença no Brasil permanece em um alto patamar: menos de 100 municípios não tem casos e quase 80% dos unidades federativas registram mais de mil óbitos por Covid. Nesta sexta, Rondônia passou a fazer parte do grupo ao atingir 1.001 mortes e só ficam de fora cinco das 27 UF's: Amapá (612), Mato Grosso do Sul (591), Acre (576), Roraima (565) e Tocantins que chegou a triste marca de 500 mortes.

O estado que continua acumulando o maior número de vítimas da covid é São Paulo, com 26.613 óbitos pelo novo coronavírus, seguindo pelo Rio de Janeiro com 14.507 vítimas da doença. Os dois são os únicos estados que têm mais de 10 mil mortes.

A lista segue com: Ceará (8.123), Pernambuco (7.111), Pará (5.924), Bahia (4.271), Minas Gerais (3.943), Amazonas (3.455), Maranhão (3.240), Espírito Santo (2.849), Rio Grande do Sul (2.631), Paraná (2.612), Mato Grosso (2.285), Goiás (2.286), Paraíba (2.113), Rio Grande do Norte (2.041), Distrito Federal (1.935), Alagoas (1.732), Santa Catarina (1.742), Sergipe (1.684) e Piauí (1.581). (Correio Braziliense)

Nenhum comentário:

Postar um comentário