domingo, 9 de agosto de 2020

Flamengo perde para o Atlético-MG em estreia do Brasileirão

Foto Internet
Pouco tempo de trabalho, adaptação ao novo estilo de jogo, o estádio vazio, o adversário qualificado... Poderiam ser muitas as desculpas para a derrota do Flamengo por 1 a 0 para o Atlético-MG , no Maracanã, na rodada de estreia do Brasileiro . Nenhuma explica melhor o que foi a partida, porém, do que o egoísmo da dupla de ataque que outrora deu tantas alegrias aos rubro-negros. Além, claro, do azar de Filipe Luís, que marcou, contra, o gol do Galo. 

Pela primeira vez defendendo o posto de atual campeão brasileiro, a dupla Gabigol e Bruno Henrique continuou infernizando a defesa adversária, mas sem balançar a rede. Quando tiveram chance de servir um ao outro, eles, inexplicavelmente, optaram pelo individualismo. As escolhas custaram a primeira derrota do time titular na temporada. 

O Atlético, sim, teve muitos méritos, embora o Flamengo de Torrent tenha sido superior na maior parte do jogo. Algumas diferenças foram notáveis em relação ao trabalho, principalmente o posicionamento dos atletas em campo. Bruno Henrique e Gabigol atuaram ainda mais abertos pelos lados do campo, enquanto Everton Ribeiro, Arrascaeta e até Gerson revezaram para ocupam a faixa central do ataque. O que não mudou foi o DNA ofensivo. (IG)  

Nenhum comentário:

Postar um comentário