sexta-feira, 30 de outubro de 2020

Paulo Guedes diz que Mandetta era só um ‘animador de televisão’

O ministro da Economia, Paulo Guedes, fez duras críticas ao ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, em sua participação nesta quinta-feira (29) na comissão mista do Congresso que debatia as medidas do governo para conter a pandemia do novo coronavírus.

Segundo o ministro da Economia, Mandetta era um “animador de televisão”, não um gestor.

Ele respondia à acusação do ex-titular da pasta da Saúde, que, no livro recém-lançado “Um Paciente Chamado Brasil”, o acusou de menosprezar a pandemia.

Guedes havia acabado de falar aos parlamentares sobre o “sucesso” de medidas como o auxílio emergencial e a redução da jornada de trabalho e salários, que teriam evitado, de acordo com o ministro, a demissão de 11 milhões de trabalhadores no país, quando citou Mandetta.

“Vem um ex-ministro da Saúde e diz: ‘Eu acho que ele [Guedes] não deu muita importância à crise. É um animador de televisão, um inconsequente de falar algo como isso.”

Guedes afirmou também que Mandetta era incompetente para resolver os problemas dos Estados.

Ele citou que o ministro da Saúde posterior, Eduardo Pazuello, acertou em uma conversa, em algumas horas, o problema da falta de ventiladores no Estado de São Paulo, que Mandetta não conseguia resolver. “A logística começou a funcionar, em vez de animação de auditório, teve entrega.”

“Nós tomamos medida em todas as direções, de redução de tarifas médicas a auxílios para os setores. Vem esse ex-ministro e diz isso: é uma grande injustiça, uma irresponsabilidade”, defendeu-se.

Fonte: R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário