terça-feira, 3 de novembro de 2020

Cidade menos populosa do Brasil vai às urnas com mais eleitores do que habitantes

Casa a casa, rua a rua, contando os postes. É assim que os candidatos de Serra da Saudade, no Centro-Oeste de Minas, se preparam para a eleição. O município é o menos populoso do Brasil, motivo de orgulho para os serra-saudalenses. De acordo com dados divulgados em outubro deste ano pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Serra da Saudade conta com uma população de 776 habitantes, mas tem 1.057 eleitores. A cidade, que tem em Dores do Indaiá a região de influência mais próxima, tem uma delegacia, uma caixa lotérica, uma escola municipal e tem internet gratuita nas ruas, via wi-fi.

O último crime violento da cidade ocorreu em 1954, oito anos antes da emancipação do município, em 1962. Apesar disso, o clima e o contexto pacato não impacta nas eleições, que, segundo os candidatos, são complexas e definidas “como antigamente”. A cidade, a 230 quilômetros de Belo Horizonte, tem nove vereadores, o mínimo por lei, e 17 candidatos a uma vaga na Câmara. Parlamentar da atual legislatura, mas que se afastará da vida política por questões pessoais, Adilson Silva (Cidadania) explicou que a questão familiar é a que mais impacta nas urnas.

“O negócio é pesado. É literalmente voto a voto, e, geralmente, quem tem a família maior prevalece. Aqui, o voto é bem disputado, a gente trabalha na política, aí tem parente de um amigo que vira candidato. Isso complica bem. E aqui a gente é cobrado na rua, em casa, pessoal sabe onde moramos, então, isso fez com que minha família pedisse para eu me afastar. Na campanha não tem briga corporal hoje em dia, mas, antigamente, tinha. Agora, deu uma atualizada, viram que o negócio hoje é mais no debate. Também tem o pessoal nas redes sociais, mas ainda tem santinho, tudo isso,”, contou o vereador.

Serra da Saudade é o munícipio menos populoso do Brasil com apenas 776 habitantes, mas tem 1.057 eleitores aptos a votar na cidade, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O prefeito Alaôr Machado (PP) explica que o registro eleitoral não impacta no número de moradores. “Essa diferença se dá porque muitas pessoas que nascem aqui, precisam sair. Não é a maioria, mas é um processo, acontece com alguma frequência”, conta.

Serra da Saudade é somente um dos 493 municípios brasileiros nessa situação. Em Minas Gerais, estado com o maior número de cidades do país, com 853, são 118 em que o eleitorado é maior do que a população. A cidade também apresentou aumento no eleitorado na última eleição, presidencial, em 2018, para a deste ano. Em 2018, Serra da Saudade tinha 941 eleitores aptos a votar. Em 2016, ano da última eleição municipal, o número era menor que em 2020, mas maior que 2018, com eleitorado de 959 pessoas. Por Matheus Muratori (EstadodeMinas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário