domingo, 1 de novembro de 2020

Secult-PE tira dúvidas sobre os editais ‘Criação, Fruição e Difusão’ e Formação e Pesquisa’ da LAB PE

O Encontro LAB PE, realizado na última segunda-feira (26), serviu para tirar dezenas de dúvidas sobre dois dos sete editais lançados pela Secretaria de Cultura de Pernambuco com recursos da Lei Aldir Blanc que foram lançados no último dia 22 de outubro: O edital Criação, Fruição e Difusão – LAB PE; e o Formação e Pesquisa – LAB PE, ambos com inscrições abertas até o dia 6 de novembro deste ano, no Mapa Cultural de Pernambuco (www.mapacultural.pe.gov.br). Um dos critérios exigidos nos editais é que as propostas sejam pensadas para serem transmitidas pela internet, redes sociais ou demais plataformas digitais.

“Os dois editais compartilham muitas ações parecidas porque, a princípio, fariam parte de um edital único, mas com as regulamentações e decretos que foram surgindo, a Secult-PE optou em transformá-los em dois editais”, explica Andrezza Portela, coordenadora de Música da Secult-PE, que participou do Encontro LAB respondendo as questões dos participantes. Clique aqui e confira uma apresentação geral sobre os dois editais.

No valor total de R$ 6 milhões, o edital Criação, Fruição e Difusão – LAB PE é aberto a propostas culturais de todas as linguagens e segmentos artísticos, sejam ações individuais ou em grupo, relacionadas com a criação, expressão, fruição ou divulgação e difusão de práticas artísticas.

Qualquer proposta artística pode se inscrever neste edital, que traz um conceito amplo, livre e mais aberto possível, com restrições mínimas que a Lei Aldir Blanc impõe. A criatividade do proponente e do artista é o que determinará a proposta, desde que ela atenda aos critérios básicos do edital. Um deles é que sejam apresentadas para uma das faixas de valores que o edital estabeleceu: Faixa 1 (R$ 10 mil), Faixa 2 (R$ 20 mil) e Faixa 3 (R$ 30 mil).

No valor total de R$ 4,5 milhões, o edital Formação e Pesquisa – LAB PE contempla também todos os segmentos da cultura que apresentem propostas de ações formativas e de pesquisa nas áreas artísticas, culturais, técnicas e demais atividades de apoio das cadeias produtivas das artes e da cultura, numa das faixas de valores descritas a seguir: Faixa 1 (R$ 7 mil), Faixa 2 (R$ 15 mil) e Faixa 3 (R$ 23 mil).

Nenhum comentário:

Postar um comentário