sábado, 9 de janeiro de 2021

Praias de Pernambuco terão fiscalização intensificada neste final de semana

O final de semana terá fiscalização intensificada nas praias pernambucanas. Para evitar aglomerações e descumprimento de normas sanitárias definidas para evitar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19), Pernambuco anunciou esta semana que órgãos de segurança e fiscalização do Estado serão mobilizados para apoiar ações dos municípios no controle de bares e barracas.

No Recife, haverá ação a partir das 10h nas orlas de Boa Viagem, Pina e Brasília Teimosa, na Zona Sul, com a presença de arte-educadores, orientadores, distribuição de 4 mil máscaras e material informativo sobre os cuidados via QR Code, para evitar o contato físico da panfletagem. Além da população, as ações também serão voltadas para quiosques, barraqueiros e ambulantes, observando o uso de máscara, distanciamento e higienização de utensílios, como cardápios, cadeiras e mesas. A ação acontecerá das 10h às 14h no sábado (09) e domingo (10). 

Em Olinda, também haverá fiscalização e orientação na faixa de areia neste sábado (09) e domingo (10), a partir das 9h. O efetivo da Guarda Civil Municipal atuará com a conscientização dos banhistas, comerciantes e demais frequentadores quanto ao distanciamento social, à utilização de máscaras e demais procedimentos de higienização. A operação sairá do Varadouro e percorrerá todos os 9km da orla, partindo da Praia dos Milagres, nas imediações do Carmo, e avançando até a Praia da Santa, em Rio Doce.

Na praia de Porto de Galinhas, em Ipojuca, houve reforço no monitoramento das normas desde a manhã de ontem. Na areia da praia, a fiscalização se deu em relação ao quantitativo de cadeiras e mesas por guarda sol, além do distanciamento entre cada barraca. O barraqueiro que não estava cumprindo o decreto estadual foi avisado, que em caso de repetição da irregularidade ou resistência ao cumprimento será notificado, multado, podendo até perder a licença de trabalho.

O reforço foi programado após reunião do governador Paulo Câmara com prefeitos de cidades litorâneas, na última quarta-feira (06). A proposta do governo é que cada município coordene suas ações, que deverão ter apoio dos órgãos estaduais, como as polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Vigilância Sanitária e Procon.

No mesmo dia, durante pronunciamento pela internet, o secretário estadual de Saúde, André Longo, afirmou que, a depender dos números da Covid-19 nas próximas semanas, o governo do Estado pode avaliar medidas mais duras, como interdição das praias. (JC Online)

Nenhum comentário:

Postar um comentário