segunda-feira, 19 de abril de 2021

Rede estadual retoma aulas presenciais nesta segunda-feira

Foto: Lucas Silva/AGIF

Estão previstas para serem retomadas,nesta segunda-feira (19), as aulas presenciais da rede estadual para os cerca de 87 mil estudantes do 3º ano do Ensino Médio, Educação Infantil e Fundamental Anos Iniciais (1º ao 5º ano). No entanto, o retorno pode ser prejudicado por conta de um impasse. Foi o que noticiou a Folha de Pernambuco.

Apesar de o Governo do Estado garantir que o calendário está mantido, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe) afirma que os profissionais começam hoje uma greve por tempo indeterminado, mesmo a Justiça tendo considerado o movimento ilegal.

No último sábado (17), motivado por uma ação da Procuradoria Geral do Estado, o desembargador Fábio Eugênio Dantas de Oliveira Lima estipulou multa diária de R$ 200 mil para o Sintepe, caso a categoria descumpra a decisão. De acordo com a presidente do Sindicato, Valéria Silva, o Departamento Jurídico da entidade irá recorrer da decisão. A categoria reivindica a vacinação de todos os profissionais da educação para só então as atividades presenciais serem retomadas.

“Estamos defendendo nos manter no trabalho remoto por conta da situação que a pandemia se encontra neste momento com altos índices de contaminação e letalidade. Não é hora de voltar para o presencial e entendemos que só deve ocorrer com a vacina. Não vale a pena colocar em risco as nossas vidas, dos estudantes, de seus familiares e da comunidade escolar como um todo para um retorno que não vai resolver tudo que se coloca do ponto de vista das perdas pedagógicas em todo esse período de pandemia”, disse.

Segundo Valéria, a direção do sindicato vai se reunir para marcar uma nova assembleia para avaliar a greve e os próximos passos da categoria. Ela disse ainda que não há reunião agenda com o governo para uma nova rodada de negociação.

Em nota, a Secretaria de Educação e Esportes (SEE) afirmou que, dentro do processo de negociação e durante todo este período de enfrentamento à pandemia, sempre esteve apostando no diálogo como o caminho para construir um processo de retorno que pudesse beneficiar os estudantes e também atendesse as orientações das autoridades de saúde, para preservar também os professores e demais trabalhadores da educação.

“Neste sentido, as unidades escolares da rede pública estadual foram preparadas desde o ano passado atendendo a todos os critérios estabelecidos no Protocolo Setorial”, diz a nota. Segundo a SEE, a decisão do retorno dos estudantes às escolas é das famílias, devendo ser oferecido o modelo virtual de ensino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário