sábado, 15 de agosto de 2020

IBGE estima que mais de 3 milhões de trabalhadores no Nordeste estão sem ocupação formal

Os dados compõem a edição semanal da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) Covid-19, divulgada nesta sexta-feira (14.08) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Nos últimos quatro meses, em que o país passa pela pandemia de covid-19, cerca de 3 milhões de pessoas ficaram sem trabalho. Na quarta semana de julho, a taxa de desocupação chegou a 13,7%, o que corresponde a 12,9 milhões de pessoas, sendo 3,1 milhões apenas na região Nordeste.

Quando a pesquisa teve início, na primeira semana de maio, eram 2,3 milhões de desocupados em território nordestino. Na comparação com a terceira semana de julho, 806 mil pessoas passaram a engrossar a massa de quem perdeu um emprego com carteira assinada em toda a região.

“O aumento do número de desempregados é mais uma faceta trágica causada pela pandemia. Esse cenário difícil exigirá um plano de retomada da economia em bases consistentes, para além dos necessários e fundamentais auxílios de socorro às famílias brasileiras”, comentou Marina Silva, da Rede. As informações são de Jamildo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário