domingo, 16 de agosto de 2020

Seis entre dez trabalhadores dizem ter FGTS emergencial

O saque emergencial de até R$ 1.045 do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) pode ser realizado por 59% dos trabalhadores do país, segundo declararam possíveis beneficiários em pesquisa realizada pela Serasa.

Entre aqueles que disseram ter direito ao benefício, 67% afirmam que vão utilizar o recurso, seja por meio do aplicativo Caixa Tem (para pagar contas ou fazer compras) ou a partir da liberação para a retirada do dinheiro nas agências bancárias.

O saque emergencial do FGTS foi autorizado por uma medida provisória publicada em abril e é uma das ações do governo para combater a crise gerada pela pandemia de Covid-19.

Os pagamentos foram organizados em dois calendários (um para movimentação por conta digital e outro para saque em dinheiro ou transferência bancária) com 24 datas entre junho e novembro.

Os lotes ou datas em que cada trabalhador terá direito ao valor integral do benefício depende do mês em que ele faz aniversário. Ao todo, cerca de 60 milhões de brasileiros podem ser beneficiados pela medida.

Para Jéssica Vicente, responsável pela pesquisa da Serasa, o saque emergencial do FGTS despertou mais interesse dos trabalhadores quando comparado a outras liberações especiais de recursos do fundo.

"A gravidade da crise provocada pelo coronavírus causou redução na renda para a maior parte das famílias, em um período curto, e por isso as pessoas decidiram buscar informações sobre os benefícios que estão disponíveis".

A pesquisa ainda apontou que 55% dos beneficiários pretendem utilizar o aplicativo Caixa Tem, cujo crédito ocorre cerca de dois meses antes da liberação para o saque.

"A necessidade do dinheiro é tão grande que está levando a uma digitalização forçada em um país que, como sabemos, a maior parte da população não costumava usar meios eletrônicos para fazer movimentações financeiras." Por Folha Press.

Nenhum comentário:

Postar um comentário